segunda-feira, 27 de maio de 2019

DEUS, O ÚNICO "EU"*








Os milagres acontecem quando o “pequeno eu” está ausente. 

Quando você recebe um pedido de ajuda, se houver a conscientização de que este “eu” é inexistente, a chamada cura já se inicia. 

Porém, se encarar a pessoa como este “eu”, com a ideia: “Como poderei melhorá-la, curá-la, supri-la?", você estará destruindo sua capacidade curativa, pois este “eu”, levado em consideração, não existe. Deus é o ÚNICO Eu, e Deus não necessita de cura, ensinamento ou enriquecimento.

Se alguém lhe disser: “Eu estou doente”, e sua resposta for do tipo: “Bem, vamos ver o que poderei fazer para torná-lo saudável”, tal procedimento será o de “um cego conduzindo outro cego”. 

O “paciente” pensa ser alguém apartado de Deus; assim, se você alimentar a mesma ideia, estarão ambos caindo no fosso.

A única forma de vivenciarmos um ministério de cura em elevado nível espiritual consiste em nos convencermos da inexistência de qualquer “eu” apartado de Deus. Se houvesse este “eu”, Deus não existiria. 

É impossível existir Deus e algum ser mortal, alguém fadado a adoecer, pecar ou morrer.

Nós abolimos não somente a crença em doença física ou a crença numa possível causa mental para ela: abolimos também a crença de que existe alguma pessoa vivenciando a condição doentia, até chegarmos à conscientização de sua REAL IDENTIDADE. 

Não podemos considerar um ser humano para, depois, querermos torná-lo mais saudável, mais próspero, mais sábio! 

Nós revelamos Deus como o Ser infinito e Individual. 

Nosso interesse fica voltado apenas nesta direção: ver Deus como cada Ser, em permanente manifestação. 

A forma de se conseguir isto está no “morrer diário” para a nossa humanidade, no “renascer” para a nova Identidade espiritual, e na conscientização – quando alguém solicita nosso auxílio – de que a totalidade do Reino de Deus jamais inclui pessoa alguma naquela situação. Mantendo-nos e sustentando-nos nesta atitude, a harmonia começará a ser evidenciada.




sexta-feira, 17 de maio de 2019

NÃO COMETA O ERRO DE TEMER OU VENERAR QUALQUER FORMA DE APARÊNCIA MATERIAL OU PENSAMENTOS HUMANOS


A aquisição de dinheiro é geralmente considerada como algo bom e desejável e a dependência do álcool é considerada um mal,  desse modo, o alcoolismo poder ser encarado sob muitos aspectos como um problema de suprimento. 


Quando alguém começa a descobrir que o álcool tem um poder que não é bom nem ruim, perde todo o gosto por ele. E isso é também verdadeiro para a gula e para o tabagismo. 

De fato, muitas pessoas gostariam de concordar que tais coisas não têm poder maléfico, mas concordarão pacificamente que tais coisas têm poder de nos trazer prazer ou satisfação.

Enquanto alguém lhes conferir algum poder, tanto para o bem como para o mal, será mantido em suas garras. 

Muitos alcoólatras tem sido curados pela compreensão de que não há poder maligno no álcool, mas tenho tido sucesso maior em lidar com esse problema específico pelo conhecimento de que não há poder benigno no álcool.

Diversos anos atrás, um caso muito interessante foi-me trazido por uma mulher que dizia, em grandes prantos e em seu virtuoso horror, que o marido havia chegado ao ponto de se recusar a trabalhar, que ela tinha de suportá-lo e que ele ficava deitado na cama o dia todo a não ser no dia em que ela recebia o pagamento, quando então levantava e saia para comprar o suprimento semanal de uísque, usando para isso o seu suado dinheiro. 

A situação já era mais do que ela pudesse levar adiante; mas ela se interessava por cura espiritual e queria saber o que eu poderia fazer, espiritualmente, por isso.

Foi pura inspiração que me levou a dizer: “Sabe de uma coisa? Estou achando que seu marido não é alcoólatra – você é que é alcoólatra”. Bem, você parece estar mais amedrontada com o álcool do que o seu marido"

Ela me olhou com ar de quem nada compreendeu e disse: “Bem, talvez eu esteja. Vejo diariamente o que isso faz. Meu marido não acha isso terrível, ele gosta disso”. 

Aí está uma diferença de opiniões. "Você acredita de fato que o álcool seja ruim, não é?” 
“Certamente que sim.” 

“E, no entanto, toda a base do nosso trabalho consiste exatamente no fato de não haver nem bem nem mal.” E agora, que vamos fazer com isso?” 

“Posso expor tudo isso para você do seguinte modo: suponha que seu marido queira usar o seu dinheiro para comprar refrigerante; você teria objeções?” “Não, - eu iria para o trabalho contente e ele poderia ter todo o refrigerante que quisesse.”

“Logo, o refrigerante é bom e o álcool é ruim". Novamente uma aparência, e nós estamos de volta a Adão e Eva. 

Agora vejamos quem está enganado nisso tudo, seu marido ou você. 

Seu marido acha que o álcool é bom e você acha que é ruim; você está num impasse, suponho, e vai passar um tempo sem poder ver o que eu vejo, que é que de fato o refrigerante não é bom nem o uísque é mau, ou seja, não há neles qualquer poder, já que todo o poder está em Deus. 

Esta é a minha visão – Deus é o todo-poderoso e infinito, e junto de Deus não há poder de bem ou de mal.” 

“Aonde isso me leva? Que devo eu fazer? disse ela .

“Suponhamos que concorde em que, na próxima semana, o seu marido tenha todo o uísque que quiser, uma vez que sabemos agora não haver no uísque o poder do mal, e assim não teremos de nos preocupar com o que ele fará com o uísque. Vá logo para casa e diga-lhe que você cometeu um sério erro, e que não acha o uísque tão terrível apesar de tudo, e que a partir de agora ele poderá tê-lo o quanto quiser.” 

Isso pareceu ter ido longe demais. Ela ficou chocada e assim saiu e sentou na outra sala por um tempo; por fim decidiu que, já que nada havia resolvido até então, ela tentaria isso como experiência. 

Quando entrou novamente no meu escritório disse: Bem, disse jeito não irei a parte alguma; não posso fazer com que fique pior do que está, e assim eu o farei – mas é uma coisa difícil que está me pedindo”.

“Tente e verá.” Ela voltou para casa, esperou o momento oportuno, e, quando o marido quis a mencionada bebida, disse: “Oh, sim, certamente, aqui está”. 

Ele a olhou surpreso, mas não fez nenhum comentário até uns poucos dias depois, quando foi se queixar com ela: "Você sabe, não é bebendo que sacia. Estão fazendo de novo o uísque do tempo da guerra, e não há nele vigor, não tem efeito, não tem poder para saciar".

E foi como se livrou, por fim. Ele não podia mais beber, pois não mais lhe proporcionava a satisfação de antes.

Pela minha observação, acredito que a maioria dos alcoólatras sofra desse mal não tanto por achar a sua auto-indulgência seja um mal, mas porque pensam que disso derive algum bem, isto é, algum prazer.

Com a descoberta de que o álcool não é bom, desaparece o gosto por ele. 

Observe isso com cuidado. Não cometa o erro metafísico de declarar que o álcool não é um poder, embora acreditando que o bem o seja. 

Seja sagaz e, reconhecer que não há poder fora de Deus. 

Não cometa o erro de temer ou venerar qualquer criatura, quer em forma física -material, quer em forma de pensamento. Não a tema nem a glorifique. 


GLORIFIQUE DEUS - A PERFEIÇÃO ABSOLUTA SENDO TUDO AQUI E AGORA !!! 

Glorifique o Criador de todas as formas; e, quando o fizer, você não terá o poder do bem ou do mal, mas terá apenas o poder de Deus. E, por um breve instante, estará de volta ao Éden, onde não há nenhum problema, onde não há nenhuma força ou poder agindo sobre você, positiva ou negativamente; onde está apenas suspenso numa atmosfera de paz.





quarta-feira, 27 de março de 2019

APARIÇÃO DE DEUS







A consciência nunca morre. 

A consciência de todo e qualquer indivíduo nunca morre. 

A consciência individual nunca desaparece ... 

Portanto, aquela consciência que é conhecida como Jesus Cristo ou Krishna ou Buda - aquela consciência que é conhecida como qualquer grande luz ou caráter espiritual religioso - é onipresente dentro de você, e pode aparecer a você a qualquer momento, se você abrir sua consciência. Pode tomar a forma de palavras ou pensamentos. Mas não se surpreenda se lhe parecer uma pessoa, como a própria imagem e semelhança de algum ser espiritual.

A Consciência pode aparecer a você como a forma do que você considera ser Jesus Cristo ou qualquer outro grande líder espiritual, mas não será a forma de nenhum deles, como suas formas eram conhecidas na Terra. Será a sua forma como Deus a fez, e será visível para você na proporção de sua interpretação dela. 

Se você tem sido um cristão desde o suposto nascimento, pode aparecer a você na forma que você viu nas pinturas ou imagens do Mestre, Cristo Jesus. 

Por outro lado, se você aparentemente foi criado no ensino hindu, pode tornar-se visível para você como Krishna ou Buda. Se você veio pelo judaísmo, pode parecer o que o mundo chama de Moisés.

Qualquer que seja a forma, seria meramente sua interpretação do Cristo - da Consciência de Cristo. Pode vir a você como alguém que você nunca conheceu ou nunca ouviu falar - algum professor antigo ou moderno. 

E, por outro lado, pode não vir na forma de uma pessoa: pode vir como ideias, palavras ou declarações. Mas em seu próprio pensamento, não limite as formas de expressão; e não descarte nada como impossível, porque Deus é infinito, e Deus tem um modo de aparecer infinitamente. 

A Bíblia é cheia de referências a Deus como Luz, mas também enfatiza o fato de que Deus é a Verdade. 

Portanto, Deus também pode aparecer como um sentido ou declaração da Verdade ou como uma sensação de Luz. 

Mas é bom lembrar que Deus, a Verdade, sempre apareceu na Terra como um indivíduo. Deus pode aparecer para nós de qualquer forma.

Deus é um Ser  infinito. Deus é Onipresente como sua consciência individual. Essa Onipresença pode aparecer para você de qualquer forma que sua consciência possa aceitar. Não limite a forma em que a verdade, a orientação, a saúde, a cura podem chegar até você, porque Deus é infinito em sua atividade; Deus é infinito em forma e aparência.

Aceite a verdade de que Deus pode aparecer para você individualmente: Deus pode aparecer para você em sua própria consciência; Deus pode aparecer como professor, curador, salvador; Deus pode aparecer como direção, sabedoria, orientação. 

Aceite a Deus, em qualquer forma em que Ele possa aparecer em sua consciência, quando você estiver no silêncio. Não tenha medo de qualquer visita interna. 

Quanto maior o grau de desdobramento que você recebe nesta obra, maior será a revelação interior de uma natureza individual que vem a você. Você receberá seu desdobramento individual de Deus, e Deus aparecerá para você de maneira individual.

No que me diz respeito, a cura das doenças, a cura do pecado e a cura da pobreza são apenas a prova de que a mensagem da Onipresença é verdadeira. 

A cura do corpo não é a principal função desse ensinamento; o propósito deste ensinamento é tornar Deus evidente e real para você individualmente, como uma experiência viva. 

Deus é uma experiência viva. Deus é um poder vivos - não uma “pessoa” em nosso sentido de pessoa 
Podemos viver e nos mover e ter o nosso ser vinte e quatro horas por dia na Consciência de Deus. Este é o propósito deste trabalho. A saúde, a riqueza, a harmonia, a paz e a alegria sempre acompanham a consciência da Presença de Deus.

Abraão chamou Deus de “Amigo”. E Jesus chamou Deus de “Pai”. 

Ramakrishna chamou Deus de “Mãe Kali”; os Quakers chamam Deus de “Pai-Mãe” (os profetas chamavam Deus assim... – nota do trad. G. S.). 

Seja qual for a forma que essas pessoas tenham percebido a Deus, eles perceberam não como um nome, mas como uma experiência real, à qual deram o nome “Pai”, “Amigo”, “Pai-Mãe”, ou “Mãe”. Foi uma experiência real que teve lugar em sua consciência, como a descida do Espírito Santo no Pentecostes, uma experiência à qual eles deram o nome de" Deus "ou" Pai-Mãe ".

O que temos feito em nossa vida religiosa tem sido meramente dizer os nomes “Pai”, “Mãe”, “Deus” e “Cristo” - sem realmente ter tido a experiência de Deus em nosso ser interior - tudo isso é não é mais do que uma casca vazia. 

O propósito e a mensagem do Caminho Infinito é fazer de Deus uma Realidade Viva, de modo que, fechando os olhos ou abrindo os olhos, você sempre terá a sensação e sentimento dessa Presença Divina, guiando, guiando e instruindo você.









domingo, 10 de março de 2019

Meditação de Cura - 20





Deus É ..

Deus aparece como este universo. 

Deus se desdobra como esse universo, e quando você começar a ver isso, entenderá que Deus não é um poder aqui, criando um universo aqui. 

Tampouco Deus é um poder aqui consertando um universo. Não existe tal coisa. 

Deus é a própria vida, lei e substância que aparece na sua árvore como fruto. 

Deus é a própria vida, lei, substância e atividade que aparece em sua mão como seu bebê. 

Deus é a própria lei e vida, atividade e substância que nos aparece como nós mesmos, um ao outro e esse universo. E a criação nunca começou. É um desdobramento contínuo de Deus, revelando-se ao longo de todo o tempo. 

Quando percebe isso, você não pensa em Deus como um poder ao qual você pode se voltar agora e pedir a Deus "cure este corpo", ou coloque frutas na minha árvore, ou me traga suprimentos. 

Você não pode fazer isso, se entender a natureza de Deus. 

Tudo o que você pode fazer é perceber a Onipresença. 

No exato momento em que você diz: "Deus é", você orou a oração de todas as idades, que resulta em harmoniosa demonstração.






sábado, 9 de março de 2019

Meditação de Cura -19



Deus Não É Poder . Não devemos pensar em Deus como um poder que pode fazer algo por você ou para você. 

Pois isso colocaria Deus no tempo e no espaço, mas Deus não se limita ao tempo e ao espaço. 

Da mesma forma, seria determinar um começo do trabalho de Deus, e isso levaria você inteiramente para fora do Reino de um Deus infinito e imortal. 

Nós falamos de Deus como o Princípio Criativo de todo este Universo, incluindo o homem. 

Mas, na verdade, isso traz uma imagem em sua mente de um Deus que realmente criou algo em algum momento, e se você mantém essa crença, não pode entender corretamente a natureza de Deus, porque Deus nunca criou nada a qualquer momento. 

Qualquer crença desse tipo coloca Deus no tempo e no espaço, com um começo, e isso tira a eternidade e a imortalidade de Deus. 

Eu peço que você prefira ver Deus como um Invisível infinito, aparecendo como este universo, ao invés de como se começasse, criasse, fazendo uma coisa de cada vez




sexta-feira, 8 de março de 2019

Meditação de Cura - 18



A Verdade Vos Libertará ...

Sua saúde é uma questão da minha consciência. 

E no momento em que alguém te pedir ajuda, sua saúde se torna uma questão de sua consciência, pois a saúde dele responde a Percepção Espiritual que Você tem de si mesmo.  

Se você conhece estas verdades, 

se você sabe que a vida é invisível, que nunca está sujeita à matéria ou condições materiais, 

Se você sabe que o suprimento é espiritual, nunca visto, sempre onipresente, sempre infinito, 

Se você sabe que Deus é sua fortaleza e a torre mais alta, um manto invisível protegendo você de toda crença falsa da mente humana, 

Então você pode andar para cima e para baixo nesta terra, e nunca ser visto pela mente carnal. Isso permanece em você. 

“Vós conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará”.




quinta-feira, 7 de março de 2019

Meditação de Cura - 17





Viver no Abrigo Secreto do Altíssimo 

Agora, veja que, sem a prática dessas verdades, a Bíblia nada mais é do que um livro sobre uma mesa, e não uma palavra viva e demonstrável. 

Na realidade, é verdade que Eu e o Pai Somos Um e, portanto, eu vivo em Deus e Deus em mim, eu em você e você em mim, porque somos Um. 

Mas assim como você tem que ver que a provisão é invisível, a saúde é invisível, então você também tem que ver que a proteção e a segurança são propriedades invisíveis de Deus, e você está nelas. 

Você mora no abrigo secreto do Altíssimo. 

Você não vai lá exclusivamente aos domingos. Você está lá de manhã, tarde e noite. 

Você mora, você vive no lugar secreto do Altíssimo. 

Você vive, se move e tem seu Ser em Deus.

Isso se você perceber que você mesmo é invisível